Guia do Hiit

E-book Cortesia:

Exercícios

Exercício Aeróbico x Exercício Anaeróbico

Exercício Aeróbico x Exercício Anaeróbico
Exercício Aeróbico x Exercício Anaeróbico
5 4 votos

Hoje vamos tirar uma dúvida muito comum dentro do mundo fitness. Afinal, qual a diferença entre os exercícios aeróbicos e anaeróbicos?

Todas as atividades físicas são divididas nestes dois grandes grupos. Há variações dentro destes grupos, porém, entender esta divisão principal é importante para saber qual tipo de exercício será mais eficiente para seu objetivo.

Primeiro é importante entender que quando falamos de exercícios físicos, desde que corretamente executados, não há melhor ou pior.

exercícios aeróbicos e anaeróbicosO que acontece é que certos exercícios apresentarão determinados resultados e cada tipo de pessoa possui um objetivo a ser levado em conta.

Além disso, há exercícios cuja prática pode não ser uma boa opção para pessoas de certa faixa etária ou condição corporal.

 

Saiba mais:

 

ATP o quê?

Primeiro, vamos entender o que é ATP, pois este termo será usado ao longo desse artigo para que você possa entender a diferença entre estes dois tipos de exercício.

ATP (sigla do “palavrão” Adenosina Trifosfato ou Trifosfato de Adenosina) é uma molécula indispensável a vida.

Essa molécula foi a engenhosa solução achada pela natureza e pela evolução para compor um sistema simples, rápido e robusto de trocar energia.

Em qualquer situação prática, trocas de energia precisam ser feitas de forma organizada para evitar perdas. Para isso, usamos pilhas, baterias, caixas d´água, represas, fios elétricos, enfim, um monte de esquemas para organizar a produção e o transporte da energia da fonte de geração ao consumidor.

Nas células do nosso corpo, esse gerenciamento é feito com o uso do ATP. O ATP é como um motoboy que pega a energia do local onde é produzida (as mitocôndrias) e leva para onde ela é requisitada, em outras partes da célula.

Agora mesmo, quando você move seu mouse, os músculos de sua mão estão tirando um pouco de energia das moléculas de ATP que estão por perto e usando essa energia para contrair as fibras, produzindo o movimento.

O mesmo acontece com qualquer outro processo biológico que use energia – isto é, todos!

A forma como o ATP armazena e cede energia é simples. O ATP é formado por uma molécula de adenosina e três moléculas de fosfato (por isso, trifosfato de adenosina! 😉 ).

O processo de quebra desta molécula gera energia. Na verdade, um dos fosfatos do nosso amigo ATP “se solta”, dando origem à uma molécula de ADP (Adenosina Di-Fosfato, que remete a 2 fosfatos… Tá vendo, as palavras podem ser nossas amigas no entendimento da química) e este processo libera energia.

Depois que o ATP libera sua energia e vira ADP, é necessário “recarregar sua energia”, como em uma bateria. Esse processo, como é fácil de prever, consiste em “colar” novamente o fosfato no ADP para recuperar o ATP.

O mais interessante disso tudo é que um ser humano tem cerca de 100 trilhões de células. Cada uma dessas células tem, a cada instante, cerca de 1 bilhão de moléculas de ATP.

Acontece que, pasmem, esse bilhão de moléculas de ATP só é suficiente para atender as necessidades de energia da célula por poucos minutos. Mais ATP tem de ser criado, juntando ADP com fosfato, continuamente e sem parar, senão a gente morre.

A energia, na forma de moléculas de ATP, é produzida de duas formas, na fermentação dos alimentos e na cadeia respiratória. O organismo pode sintetizar o ATP através do meio aeróbico ou anaeróbico.

Siga em frente para descobrir a verdadeira diferença:

Obs. Nós queremos que você tenha uma ótima experiência com o Treino Hiit, por isso desenvolvemos um e-book que simplesmente tem todas as informações que você precisa sobre este treino incrível.

Não deixe de ter sua cópia enquanto ele ainda é gratuito!

Click aqui para baixar o E-book Gratuitamente.

 

O combustível do exercício: a principal diferença entre o aeróbico e o anaeróbico

A diferença entre os exercícios aeróbicos e anaeróbicos está no combustível usado para síntese de ATP.

No caso dos exercícios aeróbicos (ou aeróbios), como diz o próprio termo, o combustível é o ar. O exercício aeróbico é um exercício de longa duração, contínuo e de baixa e moderada intensidade.

No caso dos exercícios anaeróbicos (ou anaeróbios), não há uso prioritário do oxigênio como fonte de energia. Estes exercícios são atividades de curta duração e de grande intensidade, e muitos são direcionados apenas para alguns grupos musculares, como no caso da musculação.

Apesar do sistema aeróbico não conseguir produzir ATP tão rápido quanto o sistema anaeróbico, ele consegue produzi-lo em maiores quantidades.

Quando você inicia uma atividade física, o organismo serve-se do metabolismo anaeróbico para produzir energia, pois este permite produzir ATP rapidamente, ainda que em poucas quantidades.

No entanto, se o tipo de exercício que você está praticando é de baixa/média intensidade e longa duração, o organismo passa a produzir ATP através do sistema aeróbico.

Como referido anteriormente, mal a pessoa inicia a sua atividade física, o sistema anaeróbico é ativado.

Ele é o sistema energético predominante em atividades que durem até cerca de 90 segundos, como as séries de musculação, saltos em altura e Sprint.

De maneira a responder à demanda do organismo por grandes quantidades de energia de forma rápida, o ATP segue outras vias de síntese, vias essas que não necessitam da presença de oxigênio. Isto permite poupar muito tempo ao organismo.

Quando praticamos exercícios anaeróbicos, o corpo pode usar duas maneiras para sintetizar energia: alática (que não causa a produção de ácido lático – aquele responsável por aquela dorzinha “boa” que aparece logo depois do exercício) e lática (causa a produção do ácido lático).

Pelo mecanismo alático, o corpo utiliza o ATP que já está nos músculos. Neste caso, o exercício tem pouquíssima duração. Um bom exemplo é subir um lance de escadas rapidamente e depois, parar.

Se o corpo continuar o movimento e esta reserva de ATP dos músculos acabar, o organismo terá que usar outra maneira de sintetizar mais ATP.

O organismo fará isso através do meio anaeróbico lático ou aeróbico.

Vantagens ou desvantagens? Veja onde elas estão:

 

Vantagens e desvantagens do exercício aeróbico

A via aeróbica é lenta, pois depende do oxigênio, de várias enzimas e processos moleculares. Por isso, o exercício aeróbico é mais eficiente quando tem baixa intensidade, mas longa duração.

As vantagens do exercício aeróbico são:

  • Fortalecimento da estrutura cardiorrespiratória, pois exige bastante do coração e dos pulmões;
  • Diminuição da pressão arterial;
  • Melhora da circulação sanguínea;
  • Elevação das reservas de energia nos músculos, aumentando a resistência.

Sendo assim, a prática constante de exercícios aeróbicos ajuda a prevenir doenças cardiovasculares e respiratórias.

Atividades aeróbicas de alto impacto, como corrida, tênis etc. estimulam o crescimento e fortalecimento dos ossos, prevenindo a osteoporose.

Vantagens e desvantagens do exercício anaeróbico

A via lática é potente na produção de resultados, porém, a desvantagem é a produção do ácido lático, que causa dor e desconforto.

  • O treino de força, por exemplo, ajuda a prevenir doenças cardiovasculares, diabetes, artrite e dor nas costas;
  • O exercício anaeróbico é altamente eficaz para o aumento e manutenção da massa magra, aumento do metabolismo e do tônus muscular.

Conclusão

O sistema anaeróbico fornece energia instantânea para a atividade física de curta duração e alta intensidade.

O sistema aeróbico fornece energia para a atividade física de média-longa duração e de média-baixa intensidade.

O treino intervalado de alta intensidade utiliza ambos os sistemas, daí os bons resultados que este tipo de treino permite pois o treino melhora a eficiência dos dois sistemas energéticos.

Deve ser por isso que a gente é apaixonado pelo HIIT! 🙂

Abraços e até a próxima!

Referências:

 

Ps. Se seu objetivo é emagrecer com saúde, tenha certeza que o hiit é o melhor caminho.

Contudo, se você é iniciante pode ser um pouco mais dificil...

Caso precise de ajuda Veja aqui um ótimo Curso de Hiit com aulas On-line.



Sobre o autor | Website

Loucos por resultados, cansados da mesmice! Saiba mais sobre nós ‎AQUI

Gostou deste conteúdo?

Receba mais conteúdos como este:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

4 Comentários

  1. Hiit Brasil disse:

    Obrigado Felipe, continue acompanhando! Forte abraço!

  2. felipe disse:

    oi gente
    gostei muito desse site, parabéns pelo trabalho. 😉

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.